pt-pt
PORTUGUÊS
en
ENGLISH

As Vinhas

Dedicação e Paixão

Este é talvez o tópico mais importante de todos. É na vinha que tudo acontece, é aqui que nasce o vinho, e é por isso que a Ribafreixo Wines se dedica ao planeamento sustentável das vinhas que compõem a sua herdade. Os 114 ha de vinha pertencentes à Ribafreixo Wines estão integrados na Sub-região de Vidigueira que revela um conjunto de especificidades que fazem com que as condições para a produção de vinho sejam únicas naquele território: uma exposição solar perfeita, com temperaturas quentes e secas no Verão e temperadas pela frescura das brisas atlânticas. A este microclima juntam-se os solos de xisto característicos da nossa herdade, e que por sua vez originam vinhos cheios de frescura e mineralidade.

A complementar todas estas características junta-se a importância do sistema de rega, fator extremamente importante para a saúde e sustentabilidade da vinha. Aproveitando a nossa localização privilegiada próxima da barragem do Alqueva (que conta com uma albufeira com 250 km² e mais de 1100 kms de margens, sendo o maior lago artificial da Europa), faz com que a nossa zona de regadio seja alimentada pelo sistema de rega da barragem, através do bloco Alvito/Pisão. Ao mesmo tempo, tornou-se necessário construir um sistema de drenagem no terreno para compensar a falta de inclinação de determinadas parcelas, para que estas não fossem prejudicadas pela humidade nos períodos de chuva intensa.

Neste momento as nossas vinhas são constituídas pelas seguintes variedades de uva tipicamente alentejanas: nas brancas temos o Antão Vaz, Arinto, Verdelho, Síria, Alvarinho e excecionalmente o Chenin Blanc. Nas tintas predominam o Alicante Bouschet, a Touriga Nacional, o Alfrocheiro, a Tinta Miuda e o Aragonez.

Somos Amigos do Ambiente – Produção Integrada e Sustentabilidade

Na Ribafreixo Wines a preocupação com a sustentabilidade e com o impacto ecológico/ ambiental surge logo desde início na vinha e no trabalho de campo. Orgulhamo-nos de ter uma produção 100% integrada, uma prática “alternativa” que se situa entre a produção agrícola normal e a agricultura biológica, sendo esta última uma impossibilidade dada a dimensão das nossas vinhas. A implementação da produção integrada faz com que sigamos rigorosamente o manual das boas práticas agrícolas, podendo assim dar o nosso contributo para uma agricultura mais sustentável.  São muitas as práticas que no dia-a-dia permitem a concretização dos princípios fundamentais da produção integrada: desde a utilização de tecnologia de ponta na atividade agrícola de forma a evitar qualquer impacto ecológico que possa afetar os ecossistemas, os recursos naturais ou os componentes de regulação natural; desde a prática de enrelvamento entrelinhas como medida de conservação e melhoria do solo, permitindo por sua vez,  a conservação da humidade e consequente racionamento da água e utilização da rega, assim como a conservação da vida animal presente nos solos e que ajudam a combater as pragas de forma natural e eficiente, apaziguando o uso de químicos e pesticidas; o próprio sistema de rega gota a gota que permite um racionamento deste recurso natural precioso que é a água; a utilização restrita de fitofármacos  homologados e alguns feitos à base de citrinos, que procuram assegurar o menor impacto possível  nos solos e uma maior eficácia nas pragas, sendo totalmente inofensivos para com os humanos; a utilização de hormonas para eliminar as traças, uma praga que influencia bastante a qualidade do vinho quando não é devidamente controlada. Esta técnica levou anos a surtir efeito, dado que as traças macho não distinguem as fêmeas e se vão auto-extinguindo depois de um certo período de tempo. A diminuição desta população permitiu-nos utilizar ao longo dos anos cada vez menos pesticidas, fazendo com que neste ano de 2015/2016 as nossas vinhas ficassem livres de traça sem que fosse necessário recorrer a estes químicos. Estes são alguns dos exemplos do cuidado  que o método de produção integrada exige nas nossas vinhas diariamente.

Em suma,  somos amigos do ambiente e pretendemos ser o exemplo de uma empresa que alia uma visão rentável e qualitativa do negócio a uma vertente bastante significativa de princípios de sustentabilidade, que visam sobretudo o respeito pelo meio ambiente, pela biodiversidade e pelos ecossistemas.  No final o resultado mais esperado e que nos chega à porta da adega é o de uma uva mais sã e saudável, factor que contribuiu intensamente (em cerca de 80%) na qualidade dos vinhos que produzimos.

O Nosso Saber
O cantinho do chef
Próximos eventos